Giuliana Morrone, que chamou Alexandre Garcia de ‘velho gagá’, é demitida da Globo após 34 anos

A série de demissões promovida pela Globo nas últimas semanas resultou na saída de mais uma profissional com décadas de casa: a jornalista Giuliana Morrone, que estava na emissora há 34 anos. A informação foi compartilhada pela própria profissional em seu perfil no Instagram.

Na postagem de despedida, a repórter fez um balanço do período em que fez parte da emissora, citando momentos como a entrevista com o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama, e a cobertura política que fez ao longo de décadas na Globo.

– Sempre tive paixão pelo jornalismo e por onde eu exerci até agora a minha profissão. Minha outra paixão e força é pela verdade. Sempre. Nos últimos anos, voltei para a universidade e passei a estudar sustentabilidade empresarial. E esbarrei, novamente, na minha obsessão, a busca pela verdade – relatou.

FALA POLÊMICA SOBRE ALEXANDRE GARCIA


Giuliana Morrone protagonizou, em 2020, um áudio no qual fez ofensas ao colega de profissão e ex-companheiro de trabalho Alexandre Garcia por causa do apoio dele ao então presidente Jair Bolsonaro.

A conversa, gravada em um dos intervalos do matinal Bom dia Brasil, foi feita entre ela e o comentarista Gerson Camarotti. Na ocasião, a apresentadora disse que Alexandre Garcia estaria “gagá, tipo a Regina Duarte”.

– Eu fico pensando assim, se não tá gagá, entendeu? Só pode ser. Tipo a Regina Duarte, né? – diz ela.

A jornalista ainda chamou Alexandre de “ridículo” por causa do apoio de Garcia às críticas que eram feitas por Bolsonaro contra a Globo e dos reiterados avisos dele sobre a renovação da concessão da emissora carioca.

– Ele é ridículo. No dia que o Bolsonaro falou em cassar a concessão da Globo, ameaçou, ele endossou. Achou que era lindo, que tinha que cassar a concessão da Globo – afirmou.

Alexandre Garcia não acreditou, afirmou que eles tinham se abraçados no último domingo na missa antes do episódio odioso da agora demitida da Rede Globo.

DEMISSÕES EM MASSA DE VETERANOS


Na última terça-feira (4), a Rede Globo já havia demitido ao menos oito jornalistas veteranos. O desligamento dos profissionais seria parte de uma reestruturação da folha salarial da emissora.

Foram dispensados nomes de peso na redação do Rio de Janeiro como Eduardo Tchao, Monica Sanches, Flávia Januzzi, Luciana Osório, Jorge Espírito Santo; o Jorjão, que era diretor do Fantástico; Elza Gimenes, Alba Mendonça e Arthur Guimarães.

Na redação de Brasília, a Globo também demitiu profissionais experientes, entre eles os jornalistas Fábio William e Márcia Witczak, que tinham, respectivamente, 27 e 25 anos de casa. Fábio William estava à frente do telejornal diário DF1. Esporadicamente, ele apresentava o Bom Dia Brasil e o Jornal Hoje, transmitidos em todo o Brasil.

Já Márcia Witczak comandava o quadro Diversão e Arte nos telejornais da emissora na capital federal. Um de seus projetos idealizados foi o Brasília Independente, que abriu espaço na mídia tradicional para novos artistas de Brasília.

Monitor Gamer na OFERTA:

Siga mais notícias como essa no canal do Telegram: https://t.me/blogpaulogustavo

Veja também:

Revoltado: Homem culpa a Globo, “Não são vocês que dão palco pra bandido?”

Guia Completo para Morar e Trabalhar na Austrália: Tudo o que você precisa saber

Cléber Machado estreia na Record derrotando Rede Globo

Ex-repórter da Globo Veruska Donato pede R$ 13 milhões e acusa emissora de “velhofobia”

Previous post Fuga? brasileiros ‘somem’ em Portugal com dívidas e processos judiciais
Next post Portugal extingue o SEF e substitue por nova agência
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0