Funcionários da Record desviam R$ 800 mil doados à menina com câncer; pena pode chegar de um a cinco anos de prisão

Nesta segunda-feira (13/03), José Eduardo, apresentador do programa Balanço Geral na Record TV Itapoan, se pronunciou publicamente pela primeira vez sobre a denúncia envolvendo três funcionários da emissora. As informações são do jornalista Leo Dias do jornal Metrópoles.

Segundo a acusação, esses funcionários teriam desviado dinheiro de doações feitas por telespectadores através do PIX, dinheiro que deveria ter sido destinado a uma menina que luta contra o câncer e cujo drama foi exibido no programa. Acredita-se que os acusados tenham se apropriado de pelo menos R$ 800 mil.

Durante o programa, o apresentador, que foi quem descobriu o caso, iniciou falando sobre a importância da honestidade. Ele defendeu sua história pública e afirmou sentir orgulho da equipe com a qual trabalha diariamente.

“Você que precisa da Rede Record continue vindo à porta da emissora, pedindo ajuda, e nós faremos de tudo para te ajudar. Bandido nenhum vai me impedir de ajudar o povo”, disse sem citar nomes. O apresentou pregou punição aos envolvidos em caso de confirmação dos desvios. Conforme o apresentador, o jurídico da emissora “está trabalhando para encontrar e apontar os culpados”.

A emissora está em processo de investigação do caso e já confirmou o envolvimento de um editor e dois repórteres. O editor, que confessou o crime, foi demitido no fim de semana. Já os repórteres, que estão em período de férias, serão demitidos por justa causa assim que retornarem ao trabalho, sem direito a pagamento de direitos trabalhistas.

A fraude foi descoberta logo após o Carnaval, em fevereiro, quando o programa apresentou a história de uma menina com câncer cuja mãe fez um apelo ao vivo para arrecadar dinheiro para o tratamento. Durante a transmissão, uma chave PIX foi exibida, mas ela não pertencia à mãe da criança e sim a um dos envolvidos no desvio de dinheiro. Anderson Talisca, ex-jogador do Bahia e atualmente no Al-Nasst da Arábia Saudita com Cristiano Ronaldo, doou cerca de R$ 70 mil para o caso.

No final de fevereiro, Talisca e sua equipe tentaram entrar em contato com a família para abater o valor doado no Imposto de Renda, mas foram informados pela mãe da criança que a família não havia recebido nenhuma doação da emissora ou do jogador.

Após descobrir o esquema, o apresentador José Eduardo acionou a alta direção da emissora e cobrou medidas. A emissora emitiu uma investigação interna, repassando o caso à sua sede em São Paulo. Se denunciados à polícia, os envolvidos podem ser processados por estelionato e enfrentar pena de um a cinco anos de prisão.

Previous post Portugal deve dar autorização de residência a 100 mil brasileiros, veja detalhes
Next post Sindicato reage com às demissões na Globo e promete tomar medidas judiciais
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0