Portugal deve dar autorização de residência a 100 mil brasileiros, veja detalhes

O governo português decidiu conceder autorização de residência para todos os cidadãos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), beneficiando pelo menos 100 mil brasileiros. A medida, que entrou em vigor nesta segunda-feira (13.mar), permite que os interessados acessem o sistema on-line para formalizar o pedido e espera-se que o processo seja concluído em até 72 horas.

Os pedidos de residência dos anos de 2021 e 2022 estavam parados no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, que será extinto. A autorização de residência será válida por um ano e poderá ser renovada duas vezes seguidas. O acesso pode ser feito pelos sites www.sef.pt e www.eportugal.gov.pt.

De acordo com o governo português, há cerca de 300 mil pedidos de residência parados, sendo que 174 mil são de brasileiros. No entanto, muitos já teriam deixado o país e migrado para outros locais da Europa ou teriam retornado ao Brasil.

Os atrasos nos pedidos levaram estrangeiros a protestarem nas ruas de Portugal no ano passado. Até partidos de oposição se juntaram às manifestações para pressionar o governo a encontrar uma solução para o problema.

A imigração em Portugal tem crescido significativamente nos últimos anos, com destaque para a vinda de brasileiros em busca de oportunidades de trabalho e estudos.

Em 2021, segundo dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), foram registrados mais de 76 mil novos pedidos de residência em Portugal, sendo que o Brasil foi o país que mais contribuiu para esse aumento, representando cerca de 25% dos pedidos. A imigração também tem sido um tema cada vez mais presente no debate político e social em Portugal, com a busca por políticas públicas que promovam a inclusão e a integração dos imigrantes.

Imagem: Agência Brasil

Previous post Globo enfrenta onda de repórteres reclamando de baixos salários; emissora divulga nota após polêmica
Next post Funcionários da Record desviam R$ 800 mil doados à menina com câncer; pena pode chegar de um a cinco anos de prisão
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0