“O pássaro está livre”, afirma Musk após comprar Twitter

Assim que assumiu o comando, o magnata demitiu executivos do alto escalão do Twitter. Entre eles o CEO Parag Agrawal, o CFO Ned Segal e a chefe de política legal, confiança e segurança Vijaya Gadde.

A primeira publicação na plataforma realizada com o acordo concretizado foi “o pássaro está livre”, fazendo referência ao logo da empresa.

Em um comunicado divulgado ontem, o bilionário tentou acalmar os anunciantes do Twitter, dizendo que está a comprar a plataforma para ajudar a humanidade e não quer que esta se torne uma “paisagem infernal livre para todos”.

“A razão pela qual adquiri o Twitter é porque é importante para o futuro da civilização ter uma praça comum da cidade digital, onde uma vasta gama de crenças pode ser debatida de forma saudável, sem recorrer à violência”, falou Musk.

O negócio, avaliado em US$ 44 bilhões (R$ 234 bilhões), foi levado a um tribunal de Delaware para que fosse finalizado. Após anunciar que compraria a rede social, o CEo da Tesla chegou a desistir do negócio.

“Existe atualmente um grande perigo de os meios de comunicação social se dividirem em câmaras de eco de extrema direita e de extrema esquerda que geram mais ódio e dividem a sociedade”, defendeu Musk.

Yahoo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous post Ancôra da GloboNews briga com Cássia Kiss após criticar a Rede Globo
Next post Jovem Pan será obrigada a dizer que Lula é inocente, decide TSE
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0