Pedro Cardoso reclama por não entrar no Consulado do Brasil em Portugal e culpa o “fascismo”

O ator Pedro Cardoso fez um desabafo nas redes sociais após ser expulso do Consulado do Brasil em Lisboa, mas não perdeu a louca oportunidade de lembrar do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ao citar o “fascismo”, ele acusa o líder da direita no Brasil de ser fascista. O intérprete de Agostinho Carrara em A Grande Família (2001-2014) expôs a situação nesta quinta (11) e disse ter se sentido humilhado. “Fui agredido verbalmente”, lamentou ele.

O ator relatou o episódio em vídeos publicados no Instagram. “Eu não vou ser atendido porque eles só atendem a pessoa se a pessoa fizer agendamento. No entanto, eu estou tentando há três semanas fazer o agendamento da renovação do passaporte da minha família e não consigo. O serviço consular brasileiro é uma loucura, os brasileiros não podem entrar.”.

Cardoso ainda acusou os funcionários do local de tentarem dificultar a vida dos cidadãos. “Se aproveitaram da pandemia para criar um modus operandi constante em que a pessoa só é atendida se fizer um agendamento. Antigamente não era assim”, continuou ele.”

Veja o vídeo do choro do ex-global apaixonado pelo Bolsonaro que só Freud explica:

Previous post Beto Sicupira enfrenta calote de R$ 11 bilhões em outra empresa
Next post Brasil: Maluf tem penas extintas pelo STF
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0