iFood demite centenas de funcionários, empresa alega que momento econômico pesou na decisão

O iFood é mais um “unicórnio”, startup avaliada em mais de US$ 1 bilhão, a promover demissões em massa. Nesta quarta, 1º, a companhia demitiu 355 pessoas do quadro de 5,1 mil funcionários.

O jornal o Estadão apurou que os cortes afetaram diferentes áreas da companhia (algumas equipes tiveram redução de até 30%). As demissões reforçam um movimento que começou em 2022. Segundo a startup as contratações já tinham caído em 50% desde o ano passado.

Em nota publicada, a companhia afirma que o momento econômico mundial pesou na decisão. “O iFood tomou hoje a difícil decisão de descontinuar algumas posições internas, impactando em postos de trabalho de colaboradores, que ajudaram a escrever a nossa história. O atual cenário econômico mundial tem exigido das empresas ações imediatas na busca por novas rotas para enfrentar essas adversidades”, diz a nota.

Ainda segundo informações, os demitidos terão extensão de plano de saúde, auxílio alimentação, suporte para recolocação profissional e doação dos equipamentos de trabalho (computadores e celulares).

Previous post Milhares de vagas para Analista de Sistemas (home office) com salário de até R$ 6 mil
Next post Quem é o brasileiro que chocou o mundo com carne humana na mala no aeroporto de Portugal
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0