GSI divulga nota após chefe aparecer ajudando invasores a fugir

Após imagens divulgadas com exclusividade pela CNN, o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) afirmou, em nota divulgada nesta quarta-feira (19), que avalia a conduta de agentes públicos do órgão no dia 8 de janeiro.

Nas imagens obtidas pela CNN, às 16h29 daquela data, duas câmeras registram o ministro-chefe do GSI, general Gonçalves Dias, durante ataques de invasores no Palácio do Planalto.

Inicialmente, ele caminha sozinho no terceiro andar do Planalto, na antessala do gabinete do presidente da República. Gonçalves Dias tenta abrir duas portas e depois entra no gabinete.

Após alguns minutos, o ministro aparece caminhando pelo mesmo corredor com alguns invasores. As imagens sugerem que ele indica a saída de emergência ao grupo de criminosos. Em seguida, surgem nas imagens outros integrantes do GSI, que parecem indicar também o caminho de saída para os invasores que estavam no terceiro andar do Palácio do Planalto.

No comunicado desta quarta, o GSI aponta que “as imagens mostram a atuação dos agentes de segurança que foi, em um primeiro momento, no sentido de evacuar os quarto e terceiro pisos do Palácio do Planalto, concentrando os manifestantes no segundo andar, onde, após aguardar o reforço do pelotão de choque da PM/DF, foi possível realizar a prisão dos mesmos”.

Em outro trecho, o órgão diz que “se condutas irregulares forem comprovadas, os respectivos autores serão responsabilizados”.

Leia a íntegra da nota divulgada pelo GSI

“A respeito de reportagem veiculada no dia de hoje, sobre os ataques do 8 de janeiro, o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI) esclarece que as imagens mostram a atuação dos agentes de segurança que foi, em um primeiro momento, no sentido de responsabilidade evacuar os quarto e terceiro pisos do Palácio do Planalto, concentrando os manifestantes no segundo andar, onde, após aguardar o reforço do pelotão de choque da PM/DF, foi possível realizar a prisão dos mesmos.

Quanto as afirmações de que agentes do GSI teriam colaborado com os invasores do Palácio do Planalto, informa-se que as condutas de agentes públicos do GSI envolvidos estão sendo apuradas em sede de sindicância investigativa instaurada no âmbito deste Ministério e se condutas irregulares forem comprovadas, os respectivos autores serão responsabilizados.

Cabe ainda ressaltar que as imagens de câmeras de segurança do Palácio do Planalto, gravadas no dia 8 de janeiro, fazem parte de Inquérito Policial instaurado no âmbito do STF, e o GSI não autorizou ou liberou qualquer imagem que não fosse destinada aos órgãos investigativos responsáveis, tendo em vista a proteção do sigilo do inquérito, previsto no art. 20 do Código de Processo Penal.”

*(Publicado por Lucas Schroeder, com informações de Leandro Magalhães, da CNN, em Brasília)

Previous post Depois do L: Miriam Leitão lista “trapalhadas de Lula à China”
Next post Globo demite uma das chefe após 23 anos na emissora
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0