Professor detona Luciano Huck após opinião sobre escola pública

O apresentador da TV Globo, Luciano Huck, gerou polêmica nas redes sociais ao expressar sua opinião sobre o novo Ensino Médio proposto pelo presidente Lula. Após a repercussão, vários internautas criticaram as falas do artista e argumentaram que ele não entendia nada sobre escolas públicas.

Em seu perfil no Twitter, Huck afirmou que o novo Ensino Médio deveria ser uma questão acima de diferenças ideológicas. Mesmo que sua implementação seja desafiadora, não faz sentido retornar à estaca zero. Segundo ele, o esforço para oferecer uma escola mais atraente para os alunos e conectada às suas expectativas de vida e carreira deve ser constante.

No entanto, nos comentários da postagem, o professor e vereador Toninho Vespoli: “Luciano o que vc entende de Educação? Quantas escolas visitou? Qual realidade do chão da escola vc viveu? O que é uma escola mais atrativa para vc? Sei que o seu interesse é defender as fundações ávidas em meter a mão na verba da escola pública, mas tenha o mínimo de decência“, disse o professor.

Sendo assim, ainda na web, outros internautas criticaram o artista da Globo: “Luciano, acho que você deveria ir cuidar do novo Domingão, que está com difícil implementação e você não conseguiu tornar mais atrativo para os espectadores. Deixe o Ensino Médio para quem sobre o tema“, disparou um.

Além disso, outro ainda comentou: “Caro @LucianoHuck, você acha que nós, professores, não queremos uma escola mais atrativa? Você acha que estudantes de escola pública – onde sequer têm professores de todas as disciplinas – têm condições de oferecer todos os itinerários? Essa reforma é um verdadeiro apartheid“, comentou.

O novo ensino médio:

O novo Ensino Médio foi proposto em 2017 pelo governo federal, e sua implementação foi sendo e vem sendo gradualmente realizada nas escolas públicas do país. A reforma tem como objetivo atualizar a grade curricular e oferecer aos estudantes a oportunidade de escolher as disciplinas que desejam estudar, de acordo com seus interesses e habilidades.

Entre as principais mudanças no novo Ensino Médio, está a ampliação da carga horária para até 1.800 horas anuais, o que permite uma maior flexibilidade na organização do currículo e a inclusão de disciplinas optativas. Além disso, o novo modelo busca promover uma maior interação entre escola e mercado de trabalho, por meio de estágios e projetos de pesquisa.

Previous post Ator de apenas 13 anos morre de AVC hemorrágico
Next post CEO da Marisa afirma que não há fraude, mas empresa fecha 92 lojas
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0