Governo quer passagens áreas a R$ 200 para aposentados, servidores públicos e estudantes

Segundo o Ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, o governo está desenvolvendo um programa para oferecer passagens aéreas a preços acessíveis para aposentados, servidores públicos e estudantes. Em entrevista ao Correio Braziliense, França explicou que a intenção é ocupar os lugares vazios nos voos com preços populares.

O objetivo é encontrar passagens de ida e volta por R$ 400, e de apenas um trecho por R$ 200, partindo de qualquer lugar do país.

O Ministro enfatizou que as companhias aéreas do Brasil transportam cerca de 30 milhões de passageiros, com uma taxa de ocupação entre 78% e 80%. Isso significa que, aproximadamente, 20% dos assentos ficam vazios em cada voo. França argumentou que esses assentos vazios poderiam ser ocupados por pessoas que normalmente não viajam de avião.

Programa e Subsídio

O programa não será financiado pelo governo, no entanto, ele atuará como intermediário entre as companhias aéreas para possibilitar a aplicação dos preços populares. Aposentados e pensionistas da previdência, estudantes e todos os servidores públicos com salário de até R$ 6.800 terão a opção de adquirir duas passagens por ano. Cada indivíduo terá direito a duas viagens de ida e volta para qualquer destino do país, por um valor de R$ 200 cada. O pagamento pode ser parcelado em até 12 vezes de R$ 72.

Vendas

O Ministro explicou que a venda das passagens poderá ser realizada através dos aplicativos da Caixa Econômica ou do Banco do Brasil, já que o público-alvo do programa tem renda vinculada ao governo, exceto os estudantes. Para esse grupo, será necessário criar um mecanismo de financiamento.

O governo lançou o programa como uma iniciativa para aumentar o número de pessoas que viajam de avião no país. O Presidente Lula tem como objetivo ampliar o acesso aos voos para a população, e essa missão é uma das principais prioridades do Ministério dos Portos e Aeroportos.

O programa também busca oferecer oportunidades de viagem para pessoas que normalmente não têm condições de pagar as tarifas convencionais. As passagens aéreas com preços populares podem incentivar mais pessoas a viajar e descobrir novos lugares no Brasil.

O Ministro França acredita que as companhias aéreas estarão interessadas em participar do programa, pois isso poderá ajudá-las a preencher os assentos vazios e aumentar o número de passageiros transportados. As três principais empresas aéreas do país, Azul, Gol e TAM, serão convidadas a aderir ao programa.

Além disso, o programa tem o potencial de estimular a economia local, pois as pessoas que viajarem poderão conhecer novas cidades, experimentar novos produtos e serviços, e gerar renda para as comunidades locais. O turismo pode ser uma importante fonte de receita para muitas regiões do país, e o programa de passagens aéreas com preços populares pode ajudar a impulsionar esse setor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous post Vídeo: Cantor de 27 anos morre após desmaiar em palco durante show
Next post Globo enfrenta onda de repórteres reclamando de baixos salários; emissora divulga nota após polêmica
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0