Cão caramelo é preso junto com o dono ao ser reconhecido pela PM como ‘dupla de assaltantes’

Via Metrópoles –

A presença de um cãozinho [imagens e vídeos possível de ver] caramelo na cena de três crimes em sequência ajudou a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) a encontrar o autor dos roubos cometidos contra uma lanchonete no Guará II, no Distrito Federal.

O ladrão sempre chegava ao local do assalto na companhia de um vira-lata, que vigiava a entrada do estabelecimento enquanto o dono rendia as vítimas. Logo em seguida, ambos fugiam.

O padrão de ataque da dupla era o mesmo: os roubos ocorriam no meio da madruga, entre 2h e 3h, sempre contra funcionários do mesmo estabelecimento. Após ameaçar os empregados, o homem e o cão caramelo deixavam o local às pressas antes da chegada de alguma viatura da PM.

Os roubos ocorreram todos nesta semana, na segunda (6), terça (7) e quinta-feira (9/3). Policiais que patrulham a região começaram a procurar o autor do crime e, ao passarem por um local onde usuários consomem drogas, encontraram um vira-lata muito parecido com o que foi flagrado pelas câmeras de segurança. Ao lado dele havia um homem.

Caramelo na viatura

Ao ser abordado pelos policiais, o homem negou ser o autor dos roubos e disse que nunca tinha visto o caramelo. No entanto, os policiais tinham convicção de que ele era o assaltante, com base nos vídeos de segurança.

Quando o suspeito foi colocado no cubículo da viatura, o cachorro correu e pulou para dentro do carro, entregando que o homem, de fato, era seu dono.

O homem foi levado para a 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), onde foi autuado pelos roubos. Os funcionários da lanchonete formalmente o reconheceram.

Segundo Sérgio Bautzer, delegado de plantão da Central de Flagrantes, uma ONG foi acionada para acolher o cãozinho caramelo.

O vídeo:

Previous post A vida após o L: Enfermeiros fazem greve por todo o país
Next post Após calote, Venezuela afirma ter condições de pagar a dívida
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0