Vagas Europa na Área de TI Sendo Brasileiro – Salários, Empresas e Dicas de Contratação

Trabalhar na Europa na área de Tecnologia da Informação (TI) é um sonho para muitos brasileiros que desejam expandir suas carreiras e explorar novas oportunidades em um cenário internacional. No entanto, a busca por empregos na Europa pode ser desafiadora, especialmente para estrangeiros.

Neste artigo, exploraremos algumas maneiras de conseguir um emprego na Europa na área de TI, as melhores empresas da área e os salários que elas pagam, bem como a contratação de estrangeiros, em particular do Brasil.

Como conseguir um emprego na Europa na área de TI?

Há várias maneiras de conseguir um emprego na Europa na área de TI. Uma delas é se candidatar a uma posição diretamente com uma empresa europeia. Isso pode ser feito por meio de sites de empregos, como o Indeed, Glassdoor e LinkedIn.

Certifique-se de ter um currículo bem elaborado e de destacar suas habilidades e experiências relevantes. Além disso, é recomendável que você personalize seu currículo e carta de apresentação de acordo com cada empresa e país.

Uma boa opção é entrar em contato com empresas de recrutamento que trabalham especificamente com empresas europeias. Essas empresas podem ajudá-lo a encontrar empregos que atendam às suas habilidades e interesses, além de orientá-lo sobre como se candidatar a empregos na Europa.

E detalhe, considere se candidatar a programas de estágio e intercâmbio em empresas europeias. Isso pode ser uma ótima maneira de adquirir experiência profissional em um ambiente internacional e estabelecer conexões importantes com profissionais da área.

As melhores empresas da área de TI na Europa

Existem várias empresas de TI na Europa que oferecem oportunidades para profissionais estrangeiros. Aqui estão algumas das melhores empresas da área:

  1. SAP: A SAP é uma empresa alemã de software que oferece soluções de gerenciamento empresarial para clientes em todo o mundo. A empresa está sempre procurando profissionais qualificados em áreas como desenvolvimento de software, análise de dados e segurança cibernética.
  2. Capgemini: A Capgemini é uma empresa francesa de consultoria e tecnologia que trabalha com clientes em uma ampla gama de setores. A empresa oferece oportunidades para profissionais em áreas como desenvolvimento de software, análise de dados e gerenciamento de projetos.
  3. Booking.com: A Booking.com é uma empresa holandesa de reservas de hotéis que emprega mais de 17.000 pessoas em todo o mundo. A empresa oferece oportunidades para profissionais em áreas como desenvolvimento de software, design de interface do usuário e gerenciamento de projetos.
  4. IBM: A IBM é uma empresa americana de tecnologia que tem escritórios em toda a Europa. A empresa oferece oportunidades para profissionais em áreas como desenvolvimento de software, inteligência artificial e análise de dados.
  5. Ericsson: A Ericsson é uma empresa sueca de tecnologia que trabalha principalmente na área de telecomunicações. A empresa oferece oportunidades para profissionais em áreas como engenharia de software, desenvolvimento de aplicativos móveis e gerenciamento de projetos.

Os salários oferecidos pelas empresas de TI na Europa

Os salários oferecidos pelas empresas de TI na Europa variam dependendo da posição, nível de experiência e localização

Uma boa notícia é que, em geral, os salários oferecidos na Europa são considerados relativamente altos em comparação com muitos outros países ao redor do mundo.

Na Alemanha, por exemplo, o salário médio para um desenvolvedor de software é de cerca de € 60.000 por ano. Na França, o salário médio para um desenvolvedor de software é de cerca de € 45.000 por ano. Já na Holanda, o salário médio para um desenvolvedor de software é de cerca de € 50.000 por ano.

Sempre ressaltando, esses valores são apenas médias e podem variar dependendo da posição e da experiência do profissional.

Confira em lista os salários em TI em alguns países europeu

Os salários na área de TI na Europa variam bastante, dependendo do país, da cidade, da empresa e da posição ocupada. No entanto, aqui estão algumas estimativas de salários para profissionais juniores e sêniores em alguns países europeus:

Alemanha:

  • Salário médio para desenvolvedor de software júnior: € 40.000 – € 50.000 por ano
  • Salário médio para desenvolvedor de software sênior: € 60.000 – € 80.000 por ano

França:

  • Salário médio para desenvolvedor de software júnior: € 35.000 – € 45.000 por ano
  • Salário médio para desenvolvedor de software sênior: € 50.000 – € 70.000 por ano

Reino Unido:

  • Salário médio para desenvolvedor de software júnior: £ 25.000 – £ 35.000 por ano
  • Salário médio para desenvolvedor de software sênior: £ 45.000 – £ 70.000 por ano

Holanda:

  • Salário médio para desenvolvedor de software júnior: € 35.000 – € 45.000 por ano
  • Salário médio para desenvolvedor de software sênior: € 50.000 – € 80.000 por ano

Itália:

  • Salário médio para desenvolvedor de software júnior: € 25.000 – € 35.000 por ano
  • Salário médio para desenvolvedor de software sênior: € 40.000 – € 60.000 por ano

Mas não esqueça que esses números são apenas estimativas e podem variar de acordo com a experiência, habilidades, setor e localização do profissional. É importante pesquisar bem as oportunidades de trabalho e os salários oferecidos antes de decidir se mudar para a Europa em busca de uma carreira na área de TI.

Contratação de estrangeiros do Brasil

A contratação de estrangeiros na Europa pode ser um processo complicado. Os empregadores precisam cumprir uma série de requisitos para garantir que estejam seguindo as leis de imigração locais e que estão fornecendo aos funcionários estrangeiros os mesmos direitos que forneceriam a um funcionário local.

E também as regras e regulamentações variam de país para país, o que torna importante estar familiarizado com as leis do país em que você deseja trabalhar.

Para os brasileiros que desejam imigrar trabalhando na Europa na área de TI, há algumas opções disponíveis. Um caminho comum é obter uma autorização de trabalho ou um visto de trabalho para o país em questão. Isso geralmente exige que você tenha uma oferta de trabalho em mãos antes de poder se inscrever para o visto.

Alguns países, como a Alemanha, têm programas de vistos especiais para trabalhadores qualificados, o que pode facilitar o processo.

Outra opção é buscar um emprego em uma empresa que tenha operações no Brasil e na Europa. Essas empresas podem oferecer transferências internacionais para seus funcionários, o que pode ser uma ótima maneira de começar a trabalhar na Europa.

Previous post Queda de salários na Globo faz atores criarem vaquinha para pagar dívidas
Next post Vídeo: Veja a reação de Lula diante das depredações do dia 8 de janeiro
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0