Urgente: campanha de Bolsonaro apresenta provas da falta de inserções em rádios

A campanha de Jair Bolsonaro protocolou há pouco no Supremo petição em que detalha as provas usadas para sustentar a denúncia de que rádios, especialmente no Nordeste, deixaram de veicular mais de 150 mil inserções de propaganda eleitoral do presidente.

Os advogados anexaram o relatório (com login e senha de acesso) de auditoria de mídia realizada pela empresa Audiency Brasil Tecnologia Ltda. Também fizeram um recorte amostral de oito rádios de municípios da Bahia e de Pernambuco, que deixaram de veicular 730 inserções da campanha de Bolsonaro — beneficiando indiretamente Lula (Veja tabela abaixo).

“Para que se aquilate a gravidade da irregularidade noticiada, a título exemplificativo, pôde-se comprovar, em pequena amostragem de oito rádios (nominalmente referidas), em apenas uma semana, significativa discrepância de 730 inserções, em desfavor da campanha do candidato peticionário”, informa a petição.

Foto: Antonio Augusto/Secom/TSE

O Antagonista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous post Na audiência de custódia, Roberto Jefferson se desculpou com prostitutas por comparar com Carmén Lúcia
Next post “Bolsonaro cresceu 10 vezes mais que Lula e já pode estar liderando corrida presidencial”, afirma cientista político
google.com, pub-1493856782872548, DIRECT, f08c47fec0942fa0